fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
Consumo de energia elétrica sobe e reajuste é maior que a inflação.

Blog

12 de julho de 2019

Consumo de energia elétrica sobe e reajuste é maior que a inflação.

consumo de energia

O consumo de energia elétrica, em geral, é bem grande. São vários aparelhos eletrônicos ligados durante o dia e até mesmo a noite. Ainda mais no período de férias escolar, as crianças em casa é sinal de TV ligada o dia inteiro.

Esse uso excessivo no consumo de energia elétrica tem um preço, e que recentemente houve um aumento bem significativo. No país inteiro, exceto no estado de Roraima, os consumidores irão pagar em julho R$ 1,50 a mais para cada 100 quilowatts-hora.

Isto porque, neste período do ano, é acionada a bandeira amarela, devido à escassez das chuvas, que geram uma baixa na produção de energia elétrica oriunda das hidrelétricas, sendo preciso acionar as usinas térmicas que são mais caras.

Além da bandeira tarifaria, também há impostos e tributos na conta elétrica. Esses tributos e impostos variam de estado para estado. Mais a parte mais significante na conta de luz é a tarifa. E para que serve essa tarifa, se os custos com as hidrelétricas são baixíssimos? Serve para cobrir os custos de geração, transmissão e distribuição de energia e, os encargos cobrados para manter o setor elétrico.

consumo de energia
consumo de energia

A tarifa muda todos os anos, e em boa parte do Brasil, ela aumentou significativamente, um exemplo disso, foi São Paulo onde houve um aumento mais alto que a inflação. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em São Paulo houve um aumento de 6,41% a mais na conta. Em Mato Grosso do Sul o aumento foi de 11%, em Cuiabá 10%, rio de janeiro quase 9%, e maior do que 5% os estados de Fortaleza, Natal, Recife, Salvador e Belo Horizonte. A média do país ficou em 5,2%!

A diretora da Aneel manifestou a cerca do assunto, “O que prevaleceu para o aumento das tarifas de energia esse ano foram os custos de aquisição com energia elétrica. Isso devido à situação hidrológica desfavorável que temos vivido no ano de 2018 e 2019”, avaliou Elisa Bastos.

A, mesma afirma, que está adotando medidas para reduzir o valor da energia no Brasil, como, por exemplo, a quitação antecipada de empréstimos que pressionam os encargos.

Enquanto isso, do outro lado, o consumidor também pode tomar algumas medidas para diminuir o consumo excessivo de energia elétrica, como trocar eletrodomésticos e lâmpadas por modelos que gastem menos, e conscientizar-se que os recursos naturais são limitados e por isso precisam ser dosados na maneira certa.

Além disso, o consumidor também pode aproveitar o momento para investir em energia fotovoltaica, que está em ascensão no mercado, por ser uma alternativa de economia e sustentabilidade que está cada vez mais acessível às pessoas.

simulador de custos energia solar fotovoltaica
simulador de custos energia solar fotovoltaica

LEIA TAMBÉM:MARINHA BRASILEIRA UTILIZARÁ TECNOLOGIA FOTOVOLTAICA PARA SEU CONSUMO PRÓPRIO.

Gostaria de zerar sua conta de energia? Então entre em contato conosco pelo whatsapp: 31 9 8643 0268

Ou faça a sua simulação clicando aqui