fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
Geração solar: conheça as 5 potências mundiais - Terra & Sol Energias Sustentáveis

Blog

20 de dezembro de 2017

Geração solar: conheça as 5 potências mundiais

Grande parte da população mundial está ciente dos problemas ambientais. A geração solar surge como uma ótima alternativa sustentável, pois não causa impactos ao meio ambiente e é uma fonte inesgotável. Portanto, é importante que o mundo continue investindo em instalações solares.

Segundo os dados da United Nations Environment Programme (UNEP) Programa das Nações Unidas para o meio ambiente —  em 2015, foram investidos 44,1 bilhões de dólares em fontes de energia renováveis.  Cerca de 30 bilhões deste valor foi utilizado para geração de energia solar. O que além de ajudar o meio ambiente, aumentou o número de empregos na área.

De acordo com a International Energy Agency (IEA), a energia solar foi a matriz energética que mais cresceu em 2016 — em torno de 50% . No entanto, a geração solar no mundo ainda é baixa. Caso os investimentos continuem aumentando, acredita-se que nos próximos anos essa tecnologia poderá ser a principal fonte de energia.

Neste artigo vamos listar os 5 países que mais geraram energia elétrica através da luz solar.  Além disso, vamos mostrar como o Brasil se posiciona no ranking. Acompanhe!

1. China

Segundo os dados divulgados pelo Ministério de Minas e Energia (MME), em 2016, a China se manteve na posição de maior geradora de energia solar do mundo. No total foram 66,2 Terawatt-h (TWh) e 78.100  Megawatts (MW) de potência instalada.

Quando o assunto é investir em energia renovável e limpa, o país está de parabéns! No mesmo ano, a grande potência também conquistou o 1º lugar no ranking em instalação de sistemas solares fotovoltaicos, com capacidade para gerar 34.500 MW. A grande potência asiática também é a maior produtora de energia eólica do mundo.

Mas, infelizmente, o país tem seu lado negro. A China, junto com os Estados Unidos, é responsável por cerca de 40% do consumo de energia do mundo. Além disso, o país é o maior emissor de gases de efeito estufa. De acordo com dados divulgados da ONG The Climate Group, até 2020, a China será a responsável por 32% dos gases emitidos no mundo.

2. Estados Unidos

Em segundo lugar ficou os Estados, com 56,8 TWh em geração solar. A capacidade instalada em 2016 foi de 40.300 MW. Sobre instalação de sistemas fotovoltaicos, o país também é o segundo colocado, com 14.700 MW de potência.

Os EUA é um dos maiores consumidores de energia do mundo. Além disso, o presidente Donald Trump promete reforçar o uso de carvão para geração de energia e, ainda, rompeu o Acordo de Paris. Mesmo assim, segundo a IEA, a  expectativa é que os EUA consiga ser o segundo maior gerador de energias renováveis, se continuar investindo neste setor.

3. Japão

O Japão ficou em terceiro  lugar no ranking de geração solar. No ano de 2016, a potência instalada chegou ao equivalente de 42.800 MW, o que produziu cerca de 49,5 TWh. Os dados nos mostra que o país asiático investiu mais em energia solar do que os Estados Unidos, porém os norte americanos geraram 56 TWh.

O país começou a investir mais em energia solar após o acidente com a Usina Nuclear de Fushima em 11 de março de 2011.  Depois da tragédia, o governo começou a incentivar mais  população a produzir sua própria energia através do sistema fotovoltaico.

Como a extensão territorial do país é pequena, os japoneses instalam placas solares fotovoltaicas em qualquer espaço que dê condições. Por exemplo, pistas de aeroportos e campos de golfe.

4. Alemanha

A Alemanha é um país exemplo quando falamos de energia limpa e renovável. O governo alemão incentiva a população a investir investir em fontes de energia alternativas. A busca pelo sustentável no país é prioridade, principalmente, no uso da rede pública.

O país tem baixo nível de insolação, por isso a produção não é tão alta. Para melhorar esse quadro, a geração de energia é feita através do sistema solar fotovoltaico, que é uma ótima alternativa. O processo é feito pela radiação solar difusa, que consegue produzir energia elétrica esteja nublado ou chovendo.

Os alemães não querem mais investir em usinas nucleares para geração de energia, por isso eles buscam outras alternativas sustentáveis. Em 2016, a Alemanha investiu 1.500 MW na sua capacidade, o que resultou em 41.272 MW potência instalada no país e uma geração solar de 38,2 TWh.

5. Itália

Com 22, 9 TWh de geração solar, a Itália está em quinto lugar no ranking mundial. Em 2016, o país não teve um aumento expressivo de potência instalada e fechou o ano com a capacidade de 19.330 MW.

Na Itália os drones solares são bem utilizados. Eles podem realizar feitos que antes eram desenvolvidos apenas por satélites. Este equipamento funciona como retransmissores. Desempenham a mesmo função de um satélite por um preço menor.

Abaixo temos um gráfico que mostra a potência instalada e geração solar no mundo,  em 2016. Confira!

Fonte: Ministério de Minas e Energia (MME).

Qual é geração solar no Brasil?

O Brasil tem um enorme potencial em geração solar o terreno é vasto e o nível de irradiação é alto.  Órgãos públicos  e privados têm desenvolvido projetos para incentivar a população a investir em sistemas fotovoltaaicos, seja na residência, empresa, agronegócio e indústria. Entretanto, este incentivo ainda é baixo diante da capacidade do país em geração de energia solar.

Em 2015, de acordo com o levantamento divulgado pela International Renewable Energy Agency (IRENA), o Brasil tinha produzido apenas 79 GWh de energia solar fotovoltaica. Porém, com o aumento de políticas de incentivo e com o preço ficando mais acessível à população, a expectativa é positiva. Acredita-se que em 2018, o país consiga se classificar entre as 20 maiores potências mundias em geração solar.

Para saber mais sobre energia solar acompanhe as postagens do Terra & Sol no Facebook e Instagram.