fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
Placas solares: como fazer mais com menos energia

Blog

31 de agosto de 2018

Eficiência energética: por que placas solares são um investimento autofinanciável?

invista em energia solar

O sistema de placas solares transforma energia solar em eletricidade, que pode ser utilizada na iluminação do ambiente, em eletrodomésticos e até mesmo em carros elétricos. Mas, o que isso tem a ver com eficiência energética? Tudo! Calma, vamos explicar melhor.

Antes de falarmos mais sobre a eficiência energética e como as placas solares podem se tornar um investimento autofinanciável, buscamos algumas das principais vantagens do investimento em energia solar.

Quando uma empresa ou residência gera sua própria energia, algo possível graças à instalação de um sistema de energia solar fotovoltaico, a economia na conta de luz pode chegar a 95%, o que, na indústria por exemplo, equivale a uma redução considerável de custos e aumento da produtividade.

Além disso, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com o meio ambiente. Enquanto os meios tradicionais poluem e degradam a natureza, a energia limpa das placas solares agrega valor, trazendo mais eficiência na gestão energética — uma junção entre economia e sustentabilidade.

Nas indústrias um investimento autofinanciável em que as parcelas do financiamento equivalem a quase todo o valor da economia na conta de energia. Nas residências, a valorização do imóvel chega a ser quase proporcional ao investimento. Continue a leitura e descubra como isso é possível!

O que é eficiência energética?

Já pensou em fazer mais com menos energia? Essa é a base para pensar a eficiência energética, ou seja, uma estratégia para ter o melhor desempenho com o menor consumo possível. Com isso você economiza dinheiro e ainda ajuda o meio ambiente.

Os pilares para conseguir atingir a utilização racional da energia está na auditoria, que consiste em conhecer o seu gasto, suas necessidades e suas possibilidades, na substituição de aparelhos antigos por novos e com selo verde e na instalação de placas solares, que duram cerca de 25 anos e podem ser “pagas” em uma média de 5 anos de uso.

Nessa relação entre a quantidade de energia empregada em uma atividade com a energia disponibilizada para tal, temos o exemplo mais comum que é o da lâmpada. Se não tem ninguém em um ambiente e a lâmpada está gastando sua eficiência energética naquele local, você está gastando energia à toa e perdendo dinheiro.

Lembrando que a eficiência energética também se aplica a automóveis, eletrodomésticos e outros exemplos que se estendem. Economizar energia vai muito além de medidas educativas, que também são essenciais, isso porque as perdas sempre vão ocorrer, o que cabe a nós é diminuir o impacto desse gasto.

Como funciona um investimento autofinanciável?

Como o próprio nome já diz, um investimento autofinanciável é aquele que é capaz de se financiar com seus próprios lucros. No ramo das placas solares este termo vem sendo repetido por várias pessoas por conta das vantagens que esse produto traz para o negócio em si e para a natureza como um todo.

A população não para de crescer e a demanda por energia elétrica segue o mesmo ritmo, enquanto isso, os modelos convencionais de geração trazem custos altos ambientais e no bolso do consumidor. Neste cenário, a energia solar autofinanciável aparece para incentivar indústrias e seus colaboradores a fazerem a autogeração de energia solar fotovoltaica.

Linha de crédito para produzir energia solar

Vários programas vêm sendo criados para fomentar a utilização de energia limpa e sustentável com menores custos e crédito mais acessível. Com preços diferenciados e condições especiais de financiamento, o investimento é autofinanciável, uma vez que as parcelas possuem valores próximo ou igual ao valor pago na fatura da conta de luz.

O resultado desse investimento é o aumento da competitividade concomitante com a diminuição dos custos com energia. Entre as opções de financiamento a Federação das Indústrias do Mato Grosso encontrou o Pise (Programa de Energia Sustentável da Indústria). Os incentivos também podem ser encontrados no Estado de Minas Gerais com o próprio governo e em Santa Catarina, onde o Pise foi criado.

Por que economizar e reduzir custos com placas solares?

Os sistemas de energia solar fotovoltaica podem ser conectados à rede distribuidora e você consegue “vender de volta” para ela a energia que não foi utilizada, isto é, quando a geração for maior que o consumo, a energia é suprida pela rede e gera créditos energéticos para você . Essa geração distribuída elimina a necessidade de armazenar a energia, que também é possível com a instalação de baterias.

Podendo ser instalado em praticamente todo tipo de telhado, as placas solares não dependem de reformas no sistema elétrico. A instalação é simples e dependendo do tamanho do sistema pode ser feita em poucos dias. Enfim, você terá em sua casa ou empresa uma geração própria de energia com custo inferior ao que você paga na conta de luz, além de se proteger de aumentos cada vez mais comuns na tarifa.

Para saber mais sobre a economia que as placas solares pode trazer para o seu bolso e para a sua empresa, faça um teste em nosso simulador!