fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
Por que o estado do Mato Grosso é um exemplo para o mundo? - Terra & Sol Energias Sustentáveis

Blog

24 de outubro de 2018

Por que o estado do Mato Grosso é um exemplo para o mundo?

O número de placas solares instaladas no Mato Grosso é crescente e demonstra a preocupação das pessoas, empresas e governantes com a diminuição da poluição e a economia com os gastos de energia elétrica.

 

Depois de passar alguns anos sendo criticado pelo desmatamento ilegal, o estado se transformou em um exemplo para o mundo em relação à práticas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Com mais de 60% de suas florestas preservadas, a diminuição do desmatamento chegou em quase 90% nos últimos 10 anos.

 

Em parceria com um banco alemão e o governo do Reino Unido, o Mato Grosso recebe o investimento de cerca de 40 milhões de dólares. O projeto visa acima de tudo diminuir ainda mais o desmatamento, o que evita que toneladas de gás carbônico sejam lançados na atmosfera.

A população também sai ganhando

Além das ações descritas acima, o reflorestamento também deve ser parte dos planos, assim como o apoio à agricultura familiar, aos quilombolas e as populações indígenas. Com os recursos, será possível fortalecer a gestão ambiental do estado, projetos do próprio governo e parceiros como ONG’s e empresas.

 

Entre os anos de 2016 e 2018, o Mato Grosso registrou um crescimento de 168% da utilização de energia sustentável no estado. Só no primeiro semestre de 2018 foram registradas mais de 200 instalações em diferentes segmentos, como:

 

  • setor residencial: 46,7%;
  • setor comercial: 36,2%;
  • setor rural: 10,7%;
  • setor público: 4,7%;
  • setor industrial: 1,7%.

 

Até mesmo um protótipo multifuncional elétrico foi desenvolvido e doado por uma empresa paulista para a administração do Parque das Nações Indígenas, em Campo Grande.

As usinas e o aluguel de telhados

Algumas modalidades inéditas tendem a surgir com a expansão do setor. As usinas estão oferecendo cerca de 97 Kwp de potência com o aluguel de telhados e o maior estacionamento do Estado tem a mesma potência. Além disso, um condomínio solar atende 4 empresas gerando estimadamente 21.000 Kwp/mês.

 

O governo do estado vem atuando fortemente na ampliação da energia por meio de placas solares fotovoltaicas, passos iniciais que serão fundamentais para o futuro e o desenvolvimento do Mato Grosso.

 

Assim como os brasileiros enxergam a importância de investir em desenvolvimento sustentável, os governantes também perceberam essa necessidade. Além de residências e empresas, prédios públicos também estão sendo construídos pensados para a instalação de sistemas de energia solar.

Alternativa para as áreas rurais

Mesmo com um número de adesão ainda baixo nas áreas rurais, as placas solares chegam para ficar nessas terras. O investimento da Fazenda Santa Amélia é um dos destaques por gerar atualmente o dobro da energia necessária para seu funcionamento. Dessa forma, até mesmo projetos futuros já têm garantidos a economia com energia elétrica.

 

O investimento certeiro do proprietário comprova o interesse de empresas em investir no Estado do Mato Grosso cada vez mais. Eles recebem visitas de pessoas do mundo inteiro, desde curiosos até investidores que querem ver de perto os detalhes desse grande projeto.

 

Estudos da Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica mostram que o crescimento da microgeração de energia é consequência de três fatores: a redução no preço da energia, o aumento das tarifas das distribuidoras convencionais e a conscientização e responsabilidade dos consumidores com o meio ambiente.

 

Para saber mais sobre quanto você pode economizar com um sistema de placas solares fotovoltaicas, faça um teste em nosso simulador!