fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
O que pode influenciar no preço de um kit fotovoltaico? - Terra & Sol Energias Sustentáveis

Blog

19 de dezembro de 2017

O que pode influenciar no preço de um kit fotovoltaico?

Ao escolher o sistema solar fotovoltaico como opção de geração de energia, muitos consumidores têm a mesma preocupação: o custo necessário para instalação. A notícia boa é que com o constante desenvolvimento da produção de kit fotovoltaico, incentivos de órgãos governamentais e o aumento da procura, o preço deste investimento só tende a cair cada vez mais.

Se está pensando em instalar um  sistema solar fotovoltaico, é importante que você conheça 5 fatores que interferem no custo do seu investimento. Acompanhe o artigo!

1. Tipo de sistema

O mercado oferece duas categorias de sistemas fotovoltaicos: on-grid ou off-grid.  O primeiro, também conhecido como grid-tie, fica ligado a rede de energia. Apesar de produzir sua própria energia, o sistema depende da distribuidora. O excesso da energia produzida pelo on-grid serve como créditos na concessionária, assim quando faltar energia você poderá usá-los.

Já o sistema off-grid é independente da distribuidora de energia e se sustenta por meio de baterias, que funcionam como blocos de armazenamento. Por isso, essa categoria é muito utilizada em locais remotos.

Sobre o valor dos dois sistemas, o on-grid é mais barato que o off-grid, pois não depende da utilização de baterias para controlar a  carga. 

2. Marca

Existem diversas marcas de painéis e inversores fotovoltaicos no mercado. O valor de um kit fotovoltaico varia de acordo com os equipamentos escolhidos pelo consumidor.

Os melhores fabricantes de módulos fotovoltaicos estão fora do Brasil. Por exemplo, Canadian (Canadá), Risen Energy (China), Chint Energy (China), Suzhou Talesun Solar Technologies (China), ABB (Suíça), B&B Power (China) e Fronius (Áustria).

O Brasil já possui algumas filiais dessas marcas. Porém, no país os painéis fotovoltaicos são apenas montados. As células solares — responsáveis pela conversão de luz solar para energia elétrica — são fabricadas no exterior, e o custo da produção delas é bem elevado.

Como as maiores marcas são importadas, o preço de um kit fotovoltaico ainda pode ser considerado alto. Entretanto, nas últimas quatro décadas o custo das células solares teve uma redução expressiva. 

3. Qualidade e tecnologia

Assim como qualquer produto oferecido no mercado, os equipamentos mais tecnológicos e de qualidade, geralmente, tem o preço mais alto.

Quando você opta por instalar um sistema fotovoltaico tem que pensar no custo-benefício. Seja na sua residência, indústria ou empresa, se escolher um kit fotovoltaico só porque ele é mais barato, pode ser que ele não atenda às suas necessidades. Por isso, é importante pesquisar e entender sobre os equipamentos antes de investir.

4. Dólar

Como foi citado anteriormente, as maiores e melhores marcas do mercado são importadas. Sendo assim, o dólar claramente vai ser uma das razões da oscilação do preço de um kit fotovoltaico.

Quando os produtos são importados, o preço em reais do valor a ser pago sempre é calculado de acordo com a cotação do dólar no dia.

Além disso, quando os produtos chegam na alfândega brasileira, o valor dos impostos em reais também são calculados baseados na cotação do dólar no dia.

Com esses dois exemplos podemos concluir que: o custo de um kit fotovoltaico no Brasil depende da variação do câmbio entre dólar e real. Ou seja, o preço final vai ser calculado com a combinação de duas moedas em datas diferentes (valores distintos).

5. Mercado nacional e internacional 

Você já ouviu o termo “lei da oferta e procura”, não é mesmo? Pois é, isso também acontece com sistema solar fotovoltaico. No Brasil, muitas pessoas tem procurado saber mais sobre energia solar para poder investir. Isso chamou a atenção dos fabricantes internacionais para o mercado brasileiro. A partir disso, eles começaram a investir em filiais e parcerias no país.

Com as empresas de olho no Brasil, a oferta de marcas e produtos aumenta e, consequentemente, cresce a concorrência. Quando isso acontece, o preço do kit fotovoltaico tende a cair. Ou seja,  os fornecedores locais vão oferecer preço melhores.

Afinal, vale mesmo a pena investir em um kit fotovoltaico?

A resposta é sim. Ao investir em um sistema fotovoltaico você está fazendo um grande negócio a longo prazo. Mesmo com a cotação do dólar, com o valor dos impostos e as taxas da empresa contratada, o sistema fotovoltaico é um bom projeto. O valor investido é devolvido em aproximadamente 7 anos de uso.

A durabilidade de um kit fotovoltaico de qualidade é de até 30 anos. Ou seja, ao optar por ele você estará economizando até 95% nas contas de luz, por cerca de 23 anos. Tudo isso, torna esta opção bem atraente se pensarmos no custo-benefício.

Além disso, a energia solar é uma fonte limpa e renovável, que não causa impactos ao meio ambiente. Se pontuar a  luz solar como uma aliada do seu bolso e da natureza, você percebe que investir em um kit fotovoltaico é vantajoso.

Caso tenha interesse em investir em um kit fotovoltaico, entre em contato com a Terra & Sol e peça um orçamento (sem compromisso). Estamos sempre prontos para atendê-lo. Temos uma equipe capacitada que oferece todo suporte para seu projeto.

Se quiser continuar recebendo notícias sobre sistema solar fotovoltaico,  acompanhe as postagens do Facebook e Instagram.