fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
fix bar
Quantas placas solares devo usar no meu sistema fotovoltaico?

Blog

1 de agosto de 2018

Quantas placas solares devo usar no meu sistema fotovoltaico?

Não é mais segredo para ninguém a importância da energia solar para o meio ambiente e para o bolso do consumidor. No Brasil, a incidência solar é alta, assim energia limpas e renováveis como a solar e a eólica aparecem como alternativa para diminuir os índices de poluição e os gastos com eletricidade.

Entre os materiais que fazem parte de um sistema fotovoltaico estão as placas solares. A principal função delas é captar a energia do sol. Elas podem ser instaladas facilmente em telhados ou campos, sendo utilizadas em residências, indústrias, pequenas e grandes empresas e até mesmo nas hidrelétricas.

Neste post, você vai entender como as placas solares funcionam dentro de um sistema fotovoltaico e descobrir quantos painéis você precisa para obter o melhor retorno sobre o seu investimento. Confira!

Como funciona um sistema solar fotovoltaico?

Resumidamente, os raios solares atingem as placas fotovoltaicas que, por sua vez, geram uma corrente contínua (CC). Para ser utilizada em produtos eletrônicos, os inversores transformam essa energia em corrente alternada (CA). Assim, a energia captada pode ser direcionada para computadores, luzes, máquinas de lavar, entre outros equipamentos que estejam ligados à uma tomada.

 

O painel solar, geralmente, é constituído por:

– Moldura de alumínio;

– Vidro especial;

– Película encapsulante (EVA);

– Células fotovoltaicas;

– Película encapsulante (EVA);

– Fundo protetor (backsheet);

– Caixa de junção.

 

As células fotovoltaicas são as responsáveis pelo funcionamento do painel. Elas são feitas de silício, que é o condutor de elétrons no processo de acumulação da energia dentro das placas. Dessa maneira, quando a luz solar atinge a placa, os elétrons são desprendidos se acumulando em uma corrente elétrica.

O que chamamos de energia solar fotovoltaica é o processo que acontece durante o dia dentro dos painéis solares. Nele, há o desprendimento dos elétrons que são atingido pelos fótons e enviados para locais onde acontece a tensão elétrica necessária para gerar eletricidade. O nome fotovoltaico vem da união de Phos (luz) e Volt (unidade de tensão elétrica).

O que você precisa saber antes de instalar placas solares no seu telhado?

Uma das principais dúvidas em relação ao sistema de energia solar fotovoltaico está relacionada a sua instalação. Será que o telhado da minha casa é adequado? Quanto será o meu gasto se eu quiser economizar mais 90% na conta de luz? O que eu preciso saber antes de instalar um sistema?

Nas residências a opção pelo telhado se dá por conta do espaço e também pela melhor incidência do sol nesse local. Contudo, as placas também podem ser instaladas no solo, com o apoio de estruturas próprias para isso, algo mais comum em fazendas e usinas de energia solar.

Nos telhados, algumas regras precisam ser seguidas para que as placas realmente tenham a eficiência esperada. A inclinação do telhado, por exemplo, recomenda-se que seja para o norte e caso não seja possível, para o leste — seguindo o movimento do sol durante o dia. O nível de inclinação também é importante e pode ser compensado com estruturas de fixação ou mais painéis.

A avaliação do local sempre deve ser feita por pessoas especializadas e antes de você efetuar a compra do sistema fotovoltaico. Isso porque, outros fatores também precisam ser considerados, como o tipo, as condições e o tamanho do telhado, o peso que o telhado suporta, sombras de árvores ou prédios vizinhos, a incidência solar etc.

Quantos painéis solares devo instalar?

Nas casas, de 7 a 10 m² é utilizado para produzir 1 kWp de potência do sistema fotovoltaico, assim, o mínimo para se ter uma potência de 10 kWp, por exemplo, é de 70 m². Lembrando que essa é uma média que pode mudar de acordo com as placas e as condições de instalação.

Para saber a quantidade de painéis você deve fazer um levantamento do seu consumo total e dividir pela capacidade das placas. Dessa forma, se um painel produz 38 Ah/dia em uma residência que gasta 70 Ah/dia, então serão necessários 2 painéis de 140 Wp. Essa é uma maneira rápida de estipular o número de placas solares, porém, mais uma vez, reforçamos a importância de procurar alguém qualificado para fazer essa avaliação.

Enfim, para decidir quantas placas você deve usar no seu sistema fotovoltaico, é necessário considerar:

– Espaço no telhado;

– Capital disponível;

– Porcentagem de redução na conta desejada.

Com esses dados em mãos, a empresa de energia solar poderá ajudar você a calcular o sistema de energia fotovoltaico ideal para sua residência ou empresa.

Posso adicionar novas placas solares quando quiser?

Também é interessante saber do profissional capacitado a possibilidade de fazer novas instalações futuramente. É possível colocar mais placas solares desde que você se atente as regras já citadas acima e esteja disposto a seguir algumas novas alternativas, como:

  1. Adicionar novas placas utilizando o mesmo inversor — lembrando que a potência do inversor deve obedecer o pico nominal dele. Com um inversor grande, adicionar novos painéis pode ser menos custoso financeiramente;
  2. Comprar um inversor mais potente — caso seu inversor seja pequeno, será necessária a compra de um novo.
  3. Instalar um novo sistema junto ao antigo — optando por painéis mais completos e que acompanhem a rápida evolução das placas solares fotovoltaicas.

Alguns cuidados também precisam ser destacados, como a questão da garantia, que pode ser perdida caso você procure por outra empresa para instalar os novos painéis. Além disso, eles devem ser iguais ou extremamente semelhantes para que o sistema continue funcionando bem.

Para saber mais sobre o sistema fotovoltaico ideal para você, faça um teste em nosso simulador!